Onde Estão Isaías Cassule e Alves Camulingue?

Posted: February 6, 2013 in Argumentos, Denúncia, Direitos Humanos, Luanda, Manifestações

Não queremos continuar calados e na espera eterna enquanto os nossos amigos continuam desaparecidos! Estamos especialmente preocupados com o silêncio dos representantes do governo que em peito alto assumiram investigar e esclarecer caso no passado dia 20 de dezembro de 2012 numa reunião que mantivemos com o Ministro do Interior, o Diretor Nacional da DNIC, o Vice-Procurador Geral, o Vice-Ministro da Justiça e outras entidades do poder executivo e administrativo do país, estando presentes também familiares próximos dos nossos companheiros desaparecidos desde Maio de 2012.

Não vamos nos calar e queremos saber o paradeiro dos nossos amigos quer estejam VIVOS ou MORTOS! Foi esta preocupação que nos moveu a elaborar a carta que agora tornamos pública para a sociedade angolana e não só.

Vamos continuar a olhar para isso como se nada tivesse acontecido? Hoje é Alves Camulingue e Isaias Cassule, amanha poderá ser qualquer um de nós. Precisamos dizer um basta nisso, somos seres humanos, a nossa vida tem valor! Exigimos, respeito pelas nossas vidas e dignidade humana. Não é crime reclamarmos os nossos direitos, os responsáveis por esses atos devem ser apresentados e julgados segundo a nossa lei.

Não é um crime nascer em Angola, não é crime combater uma ditadura! Não é um crime dizer que Eduardo dos Santos está no poder há mais de 32 anos! Não é crime dizer que Angola está a ser desgovernada! Não é crime manifestar-se contra as inúmeras injustiças que se cometem contra os angolanos! Não é crime ter opinião! Então por que raptaram os nossos amigos?

Por considerarmos como insultuosa e execrável a utilização de um assunto tão delicado para os habituais aproveitamentos políticos com fanfarronices televisionadas, por recusarmos ser meros atores nesta peça teatral e pelas famílias humilhadas, exigimos a quem de direito que, no prazo de 15 dias, nos dê um esclarecimento definitivo acerca do paradeiro dos nossos irmãos. O não cumprimento deste ultimato traduzir-se-á numa multiplicação de incessantes reivindicações públicas, estando a primeira agendada para exatamente 15 dias após receção da carta em anexo, entregue ao MININT no dia 2 do corrente.

Que se dignifique o homem angolano, que se respeite a soberania do povo angolano, e que se faça, acima de tudo, justiça.

Carta à entidades competentesCarta 2

Comments
  1. […] 7311: Onde Estão Isaías Cassule e Alves Camulingue? 6 de Fevereiro, 2013: Não queremos continuar calados e na espera eterna enquanto os nossos amigos […]

  2. Só a oposição e a comunidade internacional podem resolver isto

  3. O tempo já é demais o que a oposição esperar? os partidos da oposição tomarem uma decisão o povo vai colaborar

  4. Luareco says:

    Seria curioso telefonarem ao Ambrosio de Lemos perguntar o que é feito do inquérito ao desaparecimento dos nossos cidadãos Cassule e Camulingue. Não foi isso que ele disse? “O meu telefone está disponível 24/24″. Era altura de provar o cinismo e jipocrisia desses bandidos.

  5. Fialho cesar says:

    Se estivessem vivos ja estariam livres. A quetao agora è saber quem os assassinou. E porque nao sao divulgados e julgados.

  6. Maria Júlia Jaleco says:

    Aqui de longe apoio a vossa luta, que é justa! E acredito que não vão desitir. procurem o apoio de quem já tem visibilidade internacional, assim estarão também mais “protegidos”.

  7. Mateus Nunes dos Santos says:

    Queremos Os nossos ante-queridos de Volta!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s