Justiça popular à vista no Bairro Chimuco

Posted: May 6, 2015 in Luanda

1397412555

Os moradores do Bº Chimuco, Viana, Km 12-B, reuniram-se na manhã de Domingo, 26 de Abril, para traçar estratégias de como estancar a onda dos assaltos à mão armada praticados pelos amigos do alheio.

Segundo o senhor Joaquim, que presidiu a reunião devido a ausência irresponsável do Coordenador do Bairro, os moradores pretendem substituir-se à Polícia Nacional por esta não estar a cumprir com a sua missão de proteger e servir, defraudando as expectativas dos munícipes.

Minutos antes da reunião, os moradores contactaram o comandante de uma das esquadras locais para também participar no encontro, mas este alegou não poder fazê-lo por não ter sido devidamente notificado pelos anfitriões.

Nas intervenções dos munícipes, houve um coro unânime que versava: “Já que a polícia nada faz, então nós vamos assumir tudo o que vier. Vamos nos armar na medida do possível e agiremos em auto-defesa.”

Ainda na mesma senda, um dos intervenientes, identificado apenas por Vicesse, assinalou que os marginais estão identificados, tendo mesmo citado alguns nomes: “Neste preciso momento estão identificados dois mandantes. Sendo os mesmo conhecidos do bairro, são eles que indicam as zonas e residências para serem assaltadas. Os informantes não penetram no interior das casas para não serem reconhecidos. Um deles foi enviado na manhã de hoje pela mãe, para o Huambo, enquanto que o outro vagueia no bairro. Um chama-se Kangoxi e o outro chama-se Quim Ribeiro.”

Retomando a palavra, o senhor Joaquim conclui dizendo que vão se criar grupos de actuação na zona composta pelos moradores, maioritariamente agentes da polícia e das forças armadas angolanas e que: “Vamos queimar os que forem apanhados com gasolina em asta pública (na pracinha do bairro) para dar exemplo aos demais. Ao longo desta semana iremos escrever para o novo comandante de Viana para vir ter connosco ou delegar alguém para o efeito.”

Na ocasião, um dos moradores afirmou ser agente da autoridade e “por isso estes jovens não podem brincar connosco desta forma”, rematou. Um outro participante enfurecido adiantou que “vamos fotografar os danos e mostrá-los ao comandante”.

A reunião terminou quando eram 11:h45 minutos com aplausos e abraços a mistura.

Por Alemão Francisco

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s