Manifestação, sábado dia 14 de Julho

Posted: July 9, 2012 in Cartas, Direitos, LEI, Manifestações, Notícias

Angolanos céticos, leiam a constituição no seu artigo 47 e a lei 16/91 que regula o direito à reunião e manifestação e percebam que, do nosso lado, a lei já foi cumprida. Deixem de insistir que manifestação = incitação à violência, pois até agora nenhum de vocês, que nos acusam dessas nefastas práticas, consegue UMA ÚNICA EVIDÊNCIA que alguém se tenha manifestado de forma violenta, isso sim, passível de indiciamento criminoso.

Cinjam a vossa análise ao cumprimento da lei e não procurem razões obscuras para justificar o próximo episódio de pancadaria miliciana que deve já estar a ser projetado nas bandas do Palanca.

Segue a comunicação enviada ao GPL, apesar da cópia scaneada ser a que foi entregue à embaixada de França, não sem uma ridícula tentativa de impedimento por parte das autoridades. O segundo scan limita-se à parte assinada pelo GPL em como tomaram conhecimento (No dia 3 de Julho, às 11h42m, pela Lena).

 

Comments
  1. Luis says:

    A manifestação é o um direito consagrado na constituição e na lei, e sendo assim todos os angolanos tem o direito de exercer este direito sem qualquer impedimento de quem quer que seja. A manifestação não é so pacifica quando visa bajular este ou aquele , até porque por essencia é um acto cujo o objectio é demonstrar um descontentamento público quando todos os meios privados fracassarem. 32 + 1 é muito tempo no poder , seja o cidadão Jose dos Santos presidente, ou rei, o povo esta cansado com este tempo. O pais não morrerá com a ausencia de Dos Santos no poder, há muito gente capaz de liderar os destinos deste pais, fora ou dentro do M! Por isso, mas uma vez vamos exercer o nosso direito constitucional de forma ordeira e democratica e apelamos aos orgaos compententes deste pais que cumpram com o seu dever de proteger os manifestantes e garantir a pluralidade que se exige de um Estado democratico e de Direito.

  2. Boa sorte amigos e compatriotas…exercam o vosso direito e comportem-se pois caso contrario as autoridades nao deixarao de cumprir o seu papel.
    Por outro lado quando e que voces param de deixar-se manipular por interesses inconfessos?

    • Amigo Manuel, deixar-nos-emos manipular tanto tempo quanto o Sr. se deixar manipular pelo MPLA-JES, JA e RNA. Sempre exercemos o nosso direito COMPORTADAMENTE e as autoridades só uma vez cumpriram o seu papel (2 de Abril), pois nunca nos protegeram de gente à civil com “ordens incofessas” que nos agredia. Saudações.

  3. Destaque says:

    […] 7311: Manifestação, Sábado dia 14 de Julho 9 de Julho, 2012: Angolanos céticos, leiam a constituição no seu artigo 47 e a lei 16/91 que […]

  4. FORMIGA says:

    PREFIRO “PAZ A MAIS“ À MAIS JUSTA DAS GUERRAS. (JOSÉ EDUARDO DOS SANTOS)

    Com linguagem rancorosa, algumas dezenas de cangonheiros, frustrados e arruaceiros ávidos de protagonismo político continuam, descaradamente, a semear a discórdia, a intriga, o boato e a maldade, conjecturando ferverosamente por balbúrdia, semelhante às que se registam noutras paragens, esquivando-se deliberadamente do 3º Pleito Eleitoral, aprazado para o próximo mês.
    No mundo civilizado, o direito à indignação, às liberdades de opinião, imprensa e manifestação têm regras de conduta. Não são compatíveis com insultos, difamação e incitamento à desobediência das Leis e Regras Democráticas.
    Esquecer, deliberadamente, os 27 anos de guerra savimbista que “somalizou” e “reduziu a pó” o nosso País é invejar e perseguir a Paz, a Reconciliação Nacional e a Estabilidade Política e Social, alcançada há somente dez anos, por “jovens patriotas” que nas frentes de combate e na retaguarda derramaram suor e sangue.
    Por outro lado, é crime contra a Pátria a menoridade que continuamos a demonstrar, pois, enquanto precisarmos da aprovação dos franceses e norte – americanos (outrora municiadores da Unita e actualmente nas vestes de mentores da primavera árabe) para nos considerarmos a nós próprios, merecemos que eles continuem a considerar-nos selvagens.
    Se a moda pega, não me surpreenderá se amanhã a Human Rights Watch, Omunga, Mãos Livres, Unita, Partido Popular e o Bloco (dito) Democrático organizarem manifestação a exigir a “indicação” de Marcolino Moco, Camalata Numa, David Mendes, William Tonet ou Rafael Marques como cabeça de lista do MPLA às eleições de 31 de Agosto !!!

  5. dom pakkas says:

    se estão insatisfeitos com o pr, vota-se noutro angolano capaz. com manifestações o regime atraves de seus kapangas aproveitará para vos espancar, bater e vos acusando de querer fazer guerra. não aconselho ninguém aderir

    • Obrigado pelo conselho. Preferimos apanhar cientes que estamos a exercer um direito e, por defeito, que estamos a ser submetidos a um tratamento ILEGAL e DESUMANO, passível de ação judicial. Os mandatários da porrada irão ser julgados numa Angola livre e a liberdade está mesmo já a ver-se no fundo do túnel. Obrigado pelo conselho!

  6. Antonio Vieira says:

    Camarada Formiga,
    O seu “nome” diz tudo.
    Quanto a guerra Savimbista …. a guerra foi entre duas partes, defendendo interesses opostos.

  7. Nelson Paulo says:

    Atitudes de coragem são mesmo necessárias , defendo que se assuma essa actitude em várias frentes , vejo a manifestação como uma das frentes , nos termos da constituição tal como se pode apurar estar o movimento revulucionário a observar… Vamos dialogando

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s