A diáspora também tem voz

Publicado: Março 26, 2011 por Movimento7311 em Diáspora, Direitos, Manifestação 2 Abril
2

Os angolanos na diáspora não ficam de fora e reivindicam também o direito à LIBERDADE DE EXPRESSÃO. De outra maneira não poderia ser pois ainda que alguns vivamos fora de angola, continuamos a ser angolanos atentos ao que acontece no nosso país.

Desde a Central 7311 pretendemos coordenar e ajudar a organizar acções paralelas à do dia 2 de Abril, convocndo reuniões pacificas em frente às embaixadas e consulados de Angola espalhados pelo mundo.

Além disso, aqui publicamos o “Manifesto dos Cidadãos Angolanos Residentes na Diáspora“, um abaixo-assinado que desde hoje pomos a circular pela internet para que os angolanos e angolanas que não vão poder estar presentes na Praça da Independência no sábado tenham a oportunidade de manifestar publicamente o seu apoio a esta iniciativa.

A Central 7311

Manifesto dos Cidadãos Angolanos Residentes na Diáspora

Nós , cidadãos angolanos residentes na diáspora, apoiamos convictamente a acção convocada para o dia 2 de Abril, às 13h00, no Largo da Independência, em Luanda, que visa reivindicar o nosso direito à liberdade de expressão.

Para além de estar consagrada na Constituição da República de Angola, a liberdade de expressão é um dos pilares da democracia e um direito inalienável do qualquer cidadão de um estado democrático e de direito. A crítica construtiva, o debate, a troca de ideias, e acima de tudo a liberdade de expressão são instrumentos essenciais para a construção de uma sociedade verdadeiramente inclusiva, onde a voz de todos é ouvida e onde a voz da minoria nunca é suprimida.

Como cidadãos angolanos na diáspora e na impossibilidade de acudir fisicamente à convocatória, manifestamos o nosso apoio através deste manifesto, para assim dar força aos nossos irmãos, primos, familiares, amigos, conhecidos ou mesmo desconhecidos que, como nós, têm fé no povo deste país, e desejam, acima de tudo, viver numa Angola melhor, numa Angola em que ter uma opinião contrária à do regime não signifique estigma social, repreensão, perda de emprego ou ataques a nossa dignidade ou condição física, numa Angola verdadeiramente livre e democrática para todos, numa Angola que atinja o seu vasto potencial como terra mãe de todos nós, onde todos podemos dar o nosso contributo independentemente da nossa filiação partidária ou ausência da mesma, independentemente da nossa religião, raça, etnia, ou tribo.

DIVULGA E ASSINA ESTE ABAIXO-ASSINADO NESTE LINK:

http://www.abaixoassinado.org/abaixoassinados/8489

Comentários
  1. O próprio wí diz:

    esse mambo ta ficar kuyoso …. vai sair mesmo. Alô diáspora… agora é agarrar o touro pelos cornos

  2. Odeio a Foto do Zedu diz:

    Eu vou participar apartir de londres.

Responder a O próprio wí Cancelar resposta

Gravatar

Inicie a sessão no WordPress.com para publicar um comentário no seu blog.

Imagem do Twitter

You are commenting using your Twitter account. (Terminar sessão)

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. (Terminar sessão)

Connecting to %s