Café da Manhã: Entrevista que a Dra. Mihaela Webba concedeu à LAC

Posted: September 21, 2011 in Uncategorized

Passamos aqui na íntegra a entrevista que Dra. Mihaela Webba concedeu à LAC ontém, dia 20 de Setembro, no programa Café da Manhã. A Central subscreve às palavras da Dra. Webba. Ouve-se muitas vezes a expressão “lufada de ar fresco”, mas num ambiente onde o ar já é fétido por natureza dada a igualdade das intervenções dos bajuladores, pseudo-juristas e pseudo-analistas do costume, as palavras da Dra. são sim um verdadeiro furacão de ar fresco.

*gravação ‘uploadada’ por Arlindo Capitango

Comments
  1. Massunda Assunda says:

    Muito bom!

    Se todas as angolanas e amigas de Angola tivessem esse tipo de percepção, com consciência justa na defesa dos direitos fundamentais do homem, colocando o homem como a capital fundamental no desenvolvimento das sociedades tal como defende a Dra. Mikaela Weba, concerteza que, teriamos uma nação próspera e harmoniosa. Porque toda mulher com este carácter óbviamente iria influenciar o marido a portar-se como um verdadeiro humano e não ambicioso. As gerações passam e ninguém viverá eternamente; mas, a história pode levar factos de geração à outra relatando o percurso dos homens; e, a transição dos factos gera acontecimentos no contemporâneo como razão de vingança do passado. Significa dizer que, aquilo que o homem semeia no presente pode colhe-lo amanhã, vivo ou morto, porque Deus é capaz de cobrar os erros dos pais aos filhos, netos, bisnetos e gerações subsequentes.
    Portanto o melhor é pensarmos em emendar, existe tempo para tudo, sabe-se que ninguém é justo todos nós erramos e cometemos falhas duma forma ou doutra, nas casas com nossas famílias, amigos, indefidelidade aos contratos e muito mais. Mas, tudo passa quando nos arrependemos e mudamos de postura, da ruím para a melhor que possa posteriormente admirar as pessoas. Eu acredito que os dirigentes angolanos podem mudar. Se de facto são racionais como sao, e têm ouvidos para ouvirem o clamor do povo que governam, mudarão sim. Aliás, a história revela-nos que, a irrepreensão, a ignorância, a altivez e o endurecimento da cerviz causou consequências nefactas de pragas duras ao governo de Faraó no antigo Egipto, que culminaram na morte dos primogénitos com destaque ao filho único do rei, só porque queria continuar submeter a escravos o povo de Israel.
    Por favor, angolanos cidadãos e angolanos governantes, mudem a historia deste sofrido País, lembrem-se que este povo carece de tudo e mais a paz espiritual e o bem estar há cima de 500 anos. Tenham piedade deste povo que não é agressivo, mas, infelizmente agredido e reprimido por longos anos. Vamos aproveitar esta paz e sarar as feridas e dores dos sobreviventes que escaparam da escravatura colonial e da guerra civil, vamos reconstruir, industrializar, semear os campos, mas apostar acima de tudo no homem angolano e garantir a estabilidade de vida para todos que habitam neste País, sem oprimir o estrangeiro desde que esse considere a legalidade como premente. SE NÃO ACEITAREM ESTE CONSELHO UM DIA AS PEDRAS CLAMARÃO E OS ALTOS DA DIVINDADE OUVIRÁ ESTA VOZ. E UMA COISA ACONTECERÁ QUE NINGUÉM SABE, SÓMENTE DEUS… POIS SAIBAM QUE: “NENHUM MAL DURA PARA SEMPRE”

    Massunda

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s