Manifestação de amanhã, estende-se a Consulados fora do país

Posted: September 24, 2011 in Diáspora, Direitos

COMUNICADO DE IMPRENSA

Contactos dos organizadores:

www.centralangola7311.net

dia7angola@gmail.com

Telefone:

+244 921 172 179

+244 936 194 849

Foi convocada para este domingo, dia 25 de Setembro de 2011,  às 9:00, em Luanda, uma marcha pública, pacífica e apartidária a partir do Cemitério da Sant’Ana e a terminar no Largo da Independência, seguindo a Avenida Deolinda Rodrigues, com o objectivo de prestar solidariedade para com os presos políticos detidos no rescaldo da manifestação do dia 3 de Setembro.

Contudo, prevê-se uma nova onda de repressão ilegal por parte do regime angolano. Segue abaixo a cronologia que nos permite deduzir as intenções anti-democráticas e ilegais do governo. A saber:

13 de Setembro:
O “empresário da juventude” Bento Kangamba, frequentemente usado pelo MPLA para fins propangandísticos, tentou corromper os jovens manifestantes, oferecendo-se para “falar com o juíz [do caso decorrente envolvendo os manifestantes do dia 3 de Setembro] para converter a pena em multa.” Entre outras revelações, o Sr. Kangamba também admite, na gravação disponível abaixo, que tem ao seu dispor jovens que são por ele pagos para qualquer tipo de actividade, e que, se dependesse dele, os manifestantes“nem sequer conseguiriam ter saído dos seus respectivos bairros” para ir até ao Largo da Independência.

http://soundcloud.com/central7311/bento-kangamba-tenta-aproxima

14 de Setembro
É convocada uma manifestação para o dia 24 de Setembro, no Largo da Independência, em solidariedade para com os presos políticos do dia 3 de Setembro. A manifestação é convocada por jovens universitários e conta com o apoio dos familiares dos detidos e da sociedade civil em geral.

15 de Setembro
“(…) o governo provincial anunciou que doravante as manifestações só poderão realizar-se nos arredores de Luanda em locais pré-determinados”.
(http://www.voanews.com/portuguese/news/09_15_2011_mpla_demos_voa_news_com-129900573.html)

Desconhece-se a validade jurídica de tal despacho que se sobrepõe à lei ordinária que regula o direito à manifestação e, de maneira ainda mais flagrante, à Constituição da República que consagra no seu artigo 47º o direito à reunião/manifestação sem necessidade de qualquer autorização.
(http://www.comissaoconstitucional.ao/pdfs/constituicao-da-republica-de-angola.pdf)

O Primeiro Secretário Provincial do MPLA, Sr. Bento Bento veio a público convocar manifestação (marcha) “para expressar a sua repulsa em relação aos actos de vandalismo, bem como o seu apoio ao líder do MPLA e Presidente da República, José Eduardo dos Santos.”
(http://www.portalangop.co.ao/motix/pt_pt/noticias/politica/2011/8/38/Milhares-luandenses-saem-rua-para-manifestar-apoio-lider-MPLA,d58e4a6f-4530-4ce1-9822-3b165ea15667.html)
A convocatória inicial, referia-se a uma marcha que percorreria a Av. Deolinda Rodrigues desde o cemitério da Sant’Ana, culminando no Largo da Independência, local onde supostamente se encontrariam os jovens “dissidentes” do regime com os seus dizeres e palavras de ordem antagónicos aos do MPLA.
(http://www.angonoticias.com/full_headlines.php?id=33213)

17 de Setembro
Interpretando esse acto como uma provocação e com intuito de evitar confrontações, os jovens mudaram a data e formato do protesto para “imitar” tal qual a marcha de Bento Bento, protelando para o dia seguinte, Domingo, 25, uma marcha que seguirá o mesmo percurso da do dia anterior pró-regime. A alteração do formato de manifestação foi comunicada ao Governo Provincial de Luanda ao abrigo da lei que regula o direito à manifestação.
(https://centralangola7311.net/2011/09/23/prova-de-comunicacao-ao-gpl/)

22 de Setembro
O MPLA volta atrás com a sua marcha e decide “acatar” o despacho do GPL, remetendo os jovens “dissidentes” ao acto isolado de “desacato à autoridade”, sem espaço de manobra para comunicar uma segunda alteração de rota/local tão em cima do acontecimento.
(http://www.portalangop.co.ao/motix/pt_pt/noticias/politica/2011/8/38/MPLA-cumpre-com-despacho-GPL-que-determina-locais-para-manifestacoes,287b1ab9-96e0-47c2-b6d5-36dc66b995a2.html)

A manifestação do MPLA aconteceu e foi repartida pelos diversos municípios. Prevê-se para amanhã um forte contingente policial que tentará dissuadir os jovens de se concentrarem no cemitério e posteriormente de seguirem o cortejo comunicado como manda a lei com mais de 3 dias úteis de antecedência. O MPLA continua a controlar os 3 poderes e a confundir partido com governo e governo com Estado, estabelecendo as regras do jogo e alterando-as à seu bel prazer em pleno decorrer da partida, tendo atrás da sua baliza propulsores que activam para mudá-la de posição a cada vez que um remate vem com trajetória de golo. Os jovens não se desmobilizaram e, em forma de corrente de apoio, angolanos na diáspora organizam-se para, no dia de amanhã, se concentrarem em frente aos consulados de Angola por esse mundo fora, incluíndo em Lisboa. A convocatória foi feita através das redes sociais e algumas pessoas confirmaram a sua adesão.

A vossa cobertura será de extrema utilidade sobretudo em Luanda, caso tenham correspondentes. Contudo, estaremos abertos à esclarecimentos caso lhes interesse estabelecer contacto connosco, amanhã em frente ao consulado.

Centralangola7311

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s