Uma Manif de Dimensões Globais

Posted: October 15, 2011 in Argumentos, Notícias

Hoje, à volta do mundo, aconteceram manifestações em dezenas de cidades, incluindo Nova Iorque, Lisboa, Tóquio, Hong Kong, Bruxelas, Roma, Atenas, Madrid e mais, muito mais. Foi um grito colectivo da sociedade, gritando em unisono contra as diferentes e sintomáticas mazelas que as assolam, incluindo a ganância desmedida dos grandes bancos mundiais, as sucessivas crises financeiras que proliferam pelo mundo, e um sentimento generalizado de angústia para com as injustiças que actualmente aflingem a sociedade global.

Em Luanda, adicionamos o nosso grito ao grito mundial, manifestando a nossa indignação, o nosso repúdio e a nossa consternação face a prisão do William Tonet, e as gritantes assimetrias socias que lentamente matam o espírito angolano, todos os dias. Mais de mil pessoas marcharam hoje desde o Cemitério da Santana até as imediações do Largo da Independência, incluindo zungueiras, os nossos manos que estiveram presos na Comarca de Viana e em Caboxa, no Bengo, um grupo de militantes da FNLA, membros de outros partidos políticos, jornalistas, incluindo o Rafael Marques e o próprio William Tonet, e cidadãos comuns, empenhados na luta para uma Angola melhor, para todos.

Dizemos ‘imediações do Largo da Independência’ porque mais uma vez, a polícia nacional não soube respeitar a Constituição da República de Angola e, com cavalos e cães à mistura, nos impediu de manifestarmos ao lado da estátua do Agostinho Neto no Largo da Independência. Por mais incrível que pareça, a Polícia Nacional insiste em não acatar as leis vigentes no país, fazendo assim uma figura patética e prestando um péssimo serviço ao país e aos cidadãos que nele habitam.

Contudo, a sua atitude não matou o nosso espírito. Sentamos na estrada, e paramos o trânsito por 3 horas. Entoamos cânticos, fomos pacíficos e civícos, e demonstramos a nossa cidadania. Foi uma excelente continuação de um fim de semana que tem sido maravilhoso, um fim de semana que começou com a libertação dos nossos manos presos políticos, que tiveram a coragem de reaparecer numa manifestação um dia depois de terem sido postos em liberdade, e prossegue hoje com esta manif de dimensões globais.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s