Os Rostos da Repressão em Angola

Posted: December 3, 2011 in Cazenga, Denúncia, Direitos Humanos, Fotos, Luanda, Manifestação 3 de Dezembro, Manifestações, Notícias

Durante as próximas horas e os próximos dias iremos postar imagens e relatos da reprimida manifestação de hoje, dia 3 de Dezembro de 2011 (caso a EDEL nos deixar, claro). Há muito para dizer e contar, foram vários os feridos, espancados, e até atropelados, mas dado o avançar da hora e o nosso elevado estado de indignação, tristeza, raiva e impotência ficaremos com as seguintes images que espelham bem o rosto da repressão activa que se faz sentir na democracia vibrante e participativa de Angola, como a chama o Presidente angolano no poder há 32 anos sem nunca ser eleito pelo povo.

Este jovem foi brutalmente espancado por agentes não identificado vestidos à civil.

Vítima de brutalidade policial em Luanda

Nome: PEDRO
Delito: SONHAR

Nome: PEDRO Delito: SONHAR

Comments
  1. henrique rodrigues says:

    È absurdo o que esta policia tem feito, tudo que dura tarde ou cedo tem fim, e aì veremos quem irà rir melhor.

  2. marcos cipriano says:

    este o dialogo que o jose eduardo dos santos disse que queria com a juventude…..estas cicatrizes na cara,lhe vai fazer nunca esquecer e alguem um dia tera de pagar!!

    • van marche says:

      Onde iremos com isto? tal dito pais onde ha liberdade de expresao, liberdade de manifestaçao,? nao se cançao nesta luta, um dia seram chamado herois neste Angola qui nao quer mais de ditadura, nem da turtura basta basta basta !!!!!!!!! a ditadura estamos farto de mesmas cara nesta politica da monotomia.

  3. mauro says:

    k angola nos keremos entao se xtamos a matar o futuro do amanha

  4. simahoss says:

    Me Deus isto não, como isso é possível acontecer? a manifestação era supostamente legalizada e porque que se usou esta brutalidade para desencorajar os jovens, gostaria muito de ter estado nesta época em Luanda Angola pra constatar de perto, mais infelizmente estou somente a ver as fotos dos meus irmãos Angolanos pacaramba molestados.
    Pessoalmente manifesto o meu descontentamento pelo acontecimento e lamente imenso o comportamento quer da Policia Nacional, quer dos Supostos Marginais infiltrados para destabilizar a vontade do povo ou seja dos jovens conscientes em Angola

  5. joao santos says:

    Foi um dia historico. O mpla homenageou aquele que lutou e enfrentou o colonialismo portugues, mas a policia maltratou jovens nao menos heroicos ha poucos metros onde o 4 de fevereiro foi lancado e na praca onde a indepenencia foi proclamada. Mais uma vez o mpla perdeu, o presidente jose eduardo dos santos foi humilhado pela brutalidade do seu proprio regime.Muitas imagens desta agressao virao a superficie.

  6. TIGRÃO DO NORTE says:

    OS NOSSOS HEROIS SERÃO VINGADOS

  7. mutu angola says:

    ñ ha maka,por mta k seja a repressão,a violência extrema,maior será a nossa vontade de sairmos a rua,e dizer.mos ao filho da p*ta do zé kitumba,k pegue só nos seus”porquinhos-baby”e baza.baza só zé,baza ja.

    • Francisco João says:

      não me contaram. eu vi com os meus próprios olhos o 1º secretário do MPLA do Cazenga (o Camarada Naval) a orientar os civis a paisana, para espancarem os Manifestantes. esta insegurança só prova que os 81% foi FRAUDULENTA e que tem medo de amanhá serem chamados em tribunal como o Compadre da Costa do Marfim.

  8. Amorozo says:

    vamos ganhar esta causa. Muido Pedro o teu sangue é valioso, e no futuro angola te dará recompesa.

  9. Fridolim Kamolakamwe Correia says:

    Alguns de nós ainda irao parar às prisoes…alguns de nós ainda provarao o pao que o diabo amassou,enquanto os filhos deles promovem concursos de futilidades para nos manterem distraídos e ocupados…mas nao há nada como a repressao para acender o querosene da resitencia…a história da geo-política mundial já há muito o provou…o próprio MPLA sabe disso!

  10. granfichas says:

    O PRINCIPIO DO FIM ANUNCIADO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    UTILIZEMOS AS URNAS PARA POR FIM A ESTAS DIABRURAS DO REGIME!!!!!!!!!!!!!!!!
    COM O PROPRIO VENENO IRÃO CAIR ” ALUTA CONTINUA”
    ATÉ A ULTIMA GOTA DE SANGUE PARA QUE OS DITADORES SEJAM NO FUTURO ARRUAÇADOS!!!!!!!!!!

  11. CAHUIMA says:

    há de chegar o momento que a vibraçao da democracia deles lhes vai sacudir também…exemplos não têm faltado ultimamnte no mundo…eles sabem…ANGOLANO SEGUE EM FRENTE, TEU CAMINHO É SÓ UM-liberdade

  12. mondlayne says:

    não existe a liberdade de manifestação!! o Executivo não respeita a constituição!!! coitados de nós , quando vamos deixar de ser marionetas dos Demagogos

  13. Rosa Mayunga says:

    Desrespeito pela Dignidade Humana e pelos Direitos dos donos (Filhos – Nativos) de Angola! Não a Violência, Não a Corrupção!

    Foi por estes actos de autentico “terrorismo organizado” (Ganância e roubo dos nossos Direitos e recursos naturais) que os nossos Representantes do Governo Tradicional de Angola (Manikongo – (todos os Reis do Klã N’Zinga), N’Zinga, Ekuikui, Kimpa Vita, ) e muitos outros perderam a vida na defesa da nossa integridade territorial e Valorização como Povos de Angola.

    Após o primeiro genocídio contra a Humanidade ocorrido em Angola/África nos séculos passados, muitos Filhos (as) de Angola continuaram a lutar para que hoje fosse Independente.
    Na Angola do século XXI, Politicamente Independente há mais de 30 (trinta anos), os Angolanos tornaram-se prisioneiros Económica e Socialmente.
    Somos violentados na nossa Pátria por irmãos Negros, que executam por mãos próprias, os desejos do imperialismo internacional, que apesar do nosso petróleo, diamantes, madeira, e todos os outros recursos explorados sem qualquer controlo, alimentarem Governos “impotentes” como: (o Americano, Alemão, Francês, Chinês, Israelita, Inglês, Português,) que directa e indirectamente continuam a perpetuar a colonização de Angola e de África em geral.
    Foi assim no tempo da colonização estrangeira e está a ser no século XXI, da Angola Independente, dando azo a que outros Países façam dos Angolanos (escravos na sua própria terra), como queixas que me têm chegado, em relação a empresários Brasileiros e Portugueses em Angola na Empresa Mineira Catoca e outras pelo País), actos que só mancham a relação de outros empresários que trabalham honestamente.!

    Esta situação grave que se vive em Angola, que os Governos “impotentes”, impotentes sim, porque nunca tiveram a dignidade e o respeito pelos Africanos, nem pelo Continente que lhes deu Estatuto de Estados, pois, foi graças a África que ao dar-lhes recursos suportam as Economias dos seus Países ao longo de vários séculos até ao presente. Nunca tiveram a capacidade de negociar com clareza, nem a humildade de pedir, mas sempre usaram a arrogância da força das armas para imporem, corromperem, e roubarem o que lhes não foi doado. Nós os Africanos nascemos sem medos, não temeremos exigir o que nos pertence e que nos está sendo usurpado por estranhos, com a conivência de quem não foi eleito para ser Presidente de Angola. Como podem Instituições Internacionais ditas “Democratas” negociarem com um Presidente que nunca foi eleito pelos Povos, violando a Constituição dum País? Será que teriam o mesmo procedimento de indiferença caso se passasse com um País Ocidental? Isto não é um Acto internacional de corrupção?

    Angola e África não fabricam armas. Esta situação de violência humana que as nossas novas gerações estão a viver, tem responsáveis nacionais e internacionais. O mundo já percebeu que poderão debilitar a África, mas não se verão livres dos seus donos -Naturais, chega de violência que estarão a criar ódios desnecessários.
    Somos fruto da sustentabilidade do mundo e não é preciso ser cientista, nem ser potência bélica, para perceber que nós os Povos de África – Bantos e todos os outros Povos que se uniram ao nosso convívio e que Amam este Continente, ficaremos na nossa terra e queremos ficar em Paz e Felizes sem qualquer intromissão dos Governos que fomentam as guerras e promovem a corrupção dos Governos Africanos.

    Tal como os nossos antepassados fizeram aos Governos coloniais pedindo-lhes que parassem com a violência contra os Angolanos, eu Rosa Mayunga, natural do N´Zeto – Angola, em nome da memória dos nossos Antepassados e do direito que me assiste como Cidadã de Angola e do Mundo, como Descendente da Autoridade Tradicional do Reino do Kongo de Angola, constatando que nada mudou em Angola, passados quinhentos anos de colonização e outros mais de 30 de Independência, continuando os meus Irmãos (as) Filhos (as) – Povos de Angola a viverem massacres/escravatura, miséria extrema sob o ponto de vista social e moral, num País que tem ajudado a enriquecer as economias de Vossas Excelências, solicito: que os Senhores Representantes dos Governos dos Estados Unidos da América, Alemanha, França, China, Israel, Inglaterra, Brasil, tomem medidas Urgentes apelando também junto da Instituição que criaram alegando para defesa dos Povos (Nações Unidas, Unicef), em relação ao abuso dos Direitos Humanos (adultos e Infância) em Angola e que se ponha termo o patrocínio Internacional a Governos corruptos em Angola/África, para que os seus Povos sejam Dignificados e usufruam dos recursos da suas Terras e Continente.
    Convicta de que ao tomarem nota atenta, deste meu apelo, estareis a zelar para pôr fim a Crise que Vos assola, que é também consequência das relações hipócritas que tendes vindo a praticar ao longo de séculos, e do desrespeito para com outros Povos, nomeadamente Angola/África.
    Com Respeitosas Saudações, Rosa Mayunga/ 4 de Dezembro-2011- MBANZA/N’TOTELA – ANGOLA/AFRIKA.

  14. António Macedo says:

    Este, é o resultado, da aqueles que sonha e, acreditam numa angola melhor, cidadão José Eduardo, um dia vais pagar, o sangue de cada revolucionário.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s