Não admito!

Posted: December 8, 2013 in Denúncia, Direitos, Direitos Humanos, Manifestações
Kady Mixinge, na Manifestação de 2 de Abril de 2011

Kady Mixinge, na Manifestação de 2 de Abril de 2011

Há uns dias atrás, fui convocado para uma reunião familiar. A reunião, que foi solicitada por uma das minhas irmãs mais-velhas, tinha como pano de fundo o meu activismo ou o facto de eu estar a exercer a minha cidadania na terra dos meus ancestrais, no país onde nasci, na terra que amo.Não acreditei no que estava a acontecer.

Bom… Afinal, o que aconteceu na verdade? Um antigo colega da minha irmã, no tempo em que eram estudantes em Cuba, foi contactado por um bófia que lhe disse o seguinte:

– Aquele puto Kady, irmão da X, está na lista numa lista negra e se ele não parar, vai desta para melhor. Avisa só a família dele.

O antigo colega da minha kota ligou para ela e transmitiu a informação.

Resultado: Reunião familiar.

Como é evidente, até porque ainda vivemos numa sociedade na qual o medo de se expressar faz moradia, aquela informação não caiu bem na família. Os nervos ficaram à flor da pele, os ânimos exaltaram-se e, pronto, o caldo entornou.

No dia da reunião, fiquei calado, tranquilo, mas com muita raiva do ex-colega da minha irmã e do bófia. Os meus povos desbobinaram todas as críticas e comentários possíveis. Eu sou fiquei a “curtir” o cenário. Quando chegou a minha vez, disse:

– Mana ****, podes dizer ao teu antigo colega e ao bófia para irem tomar banho. Esse país também é meu. Eu sou tão angolano quanto ele. Os meus avós nasceram aqui. Quem é que disse que exercer cidadania é crime? Desde quando? Quando um cidadão exige mais e melhor governação é porque alguma coisa não vai bem. Isso é crime? Portanto, diga a estes senhores para tomarem banho. Se eles tiverem algum problema comigo, que me digam directamente.

A reunião terminou com este recado.

Quem me conhece, sabe que eu sou um tipo moderado. Sou da paz e pela paz, mas não admito porcarias. Assim que gostaria de dizer o seguinte a estes dois senhores e aos seus chefes:

O medo aqui não pega. VOCÊS PODEM IR PARA A PUTA QUE VOS PARIU. ESTOU PRONTO PARA VOCÊS. Têm algum problema comigo? Venha ter comigo. Não envolvam os meus parentes nisto, porque, tal como o Cristiano Ronaldo, EU ESTOU AQUI.

Por Kady Mixinge

Comments
  1. Mbanza says:

    Mano Mixingi ficou bravo heim BÓFIA da Burrologia!
    Nada melhor do que fazer das palavras do Mixinge as minhas: “O medo aqui não pega!” Pedimos que copiem, tripliquem, coloquem 2 vezes cada um dos nossos nomes, só não se esqueçam de assinar a lista e colocar uma data. A História há-de precisá-la.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s