Os “chefes” em Cacuaco não querem ser vistos…

Posted: March 29, 2014 in Uncategorized
0

Desde de dezembro de 2013 que me intrigava apanhar taxi na Vila de Cacuaco, não dentro da Vila, mas na nova via, nova, mas que nunca chegou a ser dotada de sinalização adequada: não ha semáforos, placas de limite de velocidade, placas proibitivas, passadeiras, quebra-molas (os chamados agentes-deitados), apenas as indicações de retornos e sentidos (placas azuis).
O que acontecia era que sempre que fosse apanhar o taxi encontrava a paragem noutro lugar, algumas vezes, de manhã deixava a paragem num ponto, quando voltava a tarde encontrava noutro. Isso me frustrava sobremaneira, ao ponto de chegar a bicar um cone de tanta raiva que sentia por tanto andar.

Na foto abaixo a imagem das antigas paragens. Bem situadas, não estavam encima de curva nenhuma, eram espaçosas e foram concebidas para ser mesmo paragens, assim como verão se fordes lá constatar:

ImageNa imagem que vemos acima a paragem do lado direito (sentido Cacuaco-Luanda) se manteve, a da esquerda (sentido Luanda-Cacuaco), foi mudada para bem próximo do tanque, uma zona de visibilidade reduzida, em Dezembro passado:

ImageNum dos dias cheguei a questionar a um agente regulador de transito, admitindo a minha ignorância quanto ao código de estrada, uma vez que a única coisa que sei guiar é bicicleta, disse-lhe que não conseguia entender por que uma paragem tinha de ficar numa elevação, quando há muito espaço desocupado mais abaixo (na antiga paragem). O transito não me respondeu, mas quando voltei à tardinha, alegrou-me ver que a paragem tinha voltado ao seu local habitual.

No mês de janeiro do ano em curso é que as coisas começaram mesmo a piorar. Primeiro tentaram colocar a paragem depois do tanque de água, a 100 metros de um dos retornos que permite inverter a marcha para o sentido Cacuaco-Luanda. A paragem foi colocada precisamente em cima da placa:

ImageAlguns dias depois, avançou alguns metros e colocou-se onde se vê o Hiace branco no foto acima.

Uma semana depois a paragem já não estava ali, aquilo estava repleto de cones (foi nesta zona em que, agastado com este ping-pong, biquei o cone. Eu vinha da antiga paragem na altura). Voltara a ser na paragem antiga (primeira foto). Não fez dois dias, mudaram novamente a paragem, desta vez para o local onde ela está hoje, ou seja:

ImageAs paragens antigas, que foram realmente concebidas para ser paragem, estão inutilizadas.

O que é feito da paragem da Vila? Até dá para passear a vontade pela faixa de rodagem, de tal forma é a supressão de via:

ImageA 31 de janeiro do corrente ano, inconformado, fui tirar satisfações com um agente regulador de trânsito. Queria saber primeiro porquê que as paragens eram feito bóias soltas mar a dentro e o porquê de terem decidido fixá-las encima de uma curva, dentro de retorno e numa elevação?

O agente, me pediu “não gaste só a tua saliva meu irmão, nós só vivemos a cumprir ordens. Quando nos dizem não quero ver carros no sítio tal, apenas obedecemos. Não quero paragem no local “X”, obedecemos. Se há satisfações a tirar, deves te dirigir a administração Municipal, só eles te poderão dar as explicações necessárias. Eu sou regulador, por mim, isso não podia estar aqui, é um erro, mas fazer o que?! Ordens são ordens!” Pena que o áudio está com muita má qualidade.

Eu sou um inconformado inveterado, agendei um dia para ir abordar a Administradora de Cacuaco, não tive êxitos. Muita burocracia, só para saber porquê que as paragens de Cacuaco eram flutuantes e se essas orientações vinham de alguém que ao menos conhecia o código de estrada. Até ao dia 15 de fevereiro do corrente ano, dia que tirei essas fotos, não tinha obtido nenhum resultado satisfatório ao tentar contactar a Administração.

Comecei a falar sobre o assunto com todos quanto encontrava e mantinha conversa em Cacuaco, procurando saber quais eram as reais razões das paragens estarem a voar de um lado ao outro?! O que ouvi me surpreendeu: “Os chefes em Cacuaco, em todos sectores, administração pública, educação, bancos, etc. não querem ser vistos quando passam com os seus luxuosos carros!

Isso é o mais ridículo que se podia ouvir dos nossos (des)governantes, mas é isso o que eles querem. NÃO QUEREM SER VISTOS POR POBRES!

MAS QUE PAÍS É ESSE??? NO VOTO ME PRECISAM, NA RUA NÃO ME QUEREM???

Por Mbanza Hamza

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

Gravatar
WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s