Polícia assassina despudoradamente no Sambizanga

Posted: April 28, 2014 in Argumentos, Denúncia, Direitos, Direitos Humanos, Notícias

Paulo Avelino Baleado pela DNIC Sambila 01

Enquanto decorre a 55ª sessão ordinária da Comissão Africana dos Direitos Humanos e dos Povos (CADHP) lá nas bandas de Belas, no extremo diametralmente oposto não há sequer a preocupação de suspender as práticas que, ao não serem abordadas, esvaziam de sentido esse simpósio. Por mais que o Ministro Mangueira se esforce por fazer ecoar as palavras do seu líder espiritual anunciando que “a pena de morte foi oficialmente abolida em 1991, apesar de não se aplicar tal punição desde 1979” (leia-se “O Estado não mata!”), a realidade faz com que estas soem mais a “não perderemos tempo com julgamentos”, de um outro semi-deus, ironicamente desaparecido no mesmo ano em que a tal de punição deixou de ser ordenada oficialmente pelo poder público, passando ao que temos hoje, uma prática semi-clandestina que, apesar de todos saberem que existe, todos fingem que não é bem assim.

No passado sábado, dia 26 de Abril, Paulo Avelino foi baleado por assaltantes no bairro Uige, Farol das Lagostas.

O mais caricato (ou se calhar não tanto, pois já temos sido confrontados imensas vezes com notícias do género), é que os assaltantes eram na verdade agentes da DNIC, a investigação criminal que é afinal a instigação ao crime ou instituição criminosa.

A policia até agora não tem explicações a dar nem mesmo para contradizer o rapaz que conta a sua versão, sendo que o mesmo foi a esquadra depois do sucedido fazer participação, dando de cara com os “assaltantes”, acusando-os acto contínuo, não havendo sequer um esboço de intenção por parte das mais altas patentes da 9º esquadra de os colocar sob investigação.

No dia seguinte deslocou-se para a casa do Paulo um grupo de policias fazendo-se acompanhar de 10.000 Kz alegando que serviria para a compra de leite para o rapaz. Sim, leram bem, LEITE! Tipo “bem sabemos que quase te matámos, mas como somos almas caridosas e para que não sobre nenhum rancor, aqui tens esta indemnização para poderes chupar um leite mô puto. Tasse bem né? Não vais nos queixar né mô cassule?”

Paulo Avelino Baleado pela DNIC Sambila 02

Segundo muitos moradores, naquela área os crimes cometidos pelos agentes da 9º esquadra são prática comum ao ponto dos habitantes, já com uma desenvoltura de quem relativiza a perda da vida humana pela frequência com que ela ocorre impunemente, a considerarem “normal”, como se fosse a farda lhes legitimasse por algum golpe de mágica, a execução de crimes hediondos e a implementação do terror nas hostes daqueles que por eles se deveriam sentir protegidos.

Abaixo reproduzimos a mensagem que nos chegou de um dos familiares, permitindo-nos apenas a liberdade de editar a pontuação para melhor compreensão. Não tocámos na gramática nem na ortografia:

18h00, o rapaz se dirigia a casa de um amigo.

Então ele quando chega na casa do amigo e qual não encontrou amigo.

Como não encontrou amigo, a sair do quintal encontra dois indivíduo sentados.

Esse dois indivíduo, se mas nem menos, agarra no dois braço do rapaz, e rapaz fez esforço, e um do indivíduos balearão e atingem a face esquerda do rapaz.

O rapaz pois sem fuga, vai ate a policia a procura de socorro e na qual encontra os dois policiais na esquadra, onde ele encontra os mesmo indivíduo, onde eles se identificarão como agente da DNIC, e rapaz apontou para os dois indivíduo que tinha baleado.

Já no peguete , o caso ficou em branco e a policia não resolveram o caso. Eles estão a proteger este dois agente da Dnic, bandidos assassinos e corruptos.”

Paulo Avelino Baleado pela DNIC Sambila 03

Estamos a tentar apurar o nome dos agentes envolvidos pois a impunidade quando chega a este ponto somos forçados a dizer que isto já não é República de coisa nenhuma, porque coitadas das bananas né?

E diz o esclerosado que “O Estado não mata”. Seria mais honesto se dissesse “O Estado não deveria matar, isso é algo que ainda não conseguimos resolver”. Assim fica como, a Polícia não é mais Estado?

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s