Presos políticos sem assistência médica no Hospital-Prisão São Paulo

Posted: November 3, 2015 in Luanda

Denuncia Hospital Prisão São Paulo2 Denuncia Hospital Prisão São Paulo1

Violações dos direitos humanos pelas autoridades: o direito ou dever da assistência médica não está a ser respeitado no Hospital-Prisão de São Paulo

30 / 10 / 2015

À opinião pública
Ref.: RADIO Despertar Angola
Assunto: DENÚNCIA

Servimo-nos deste meio para denunciar à opinião pública que vários dos 15 jovens presos políticos estão a padecer de patologias diversas que – infelizmente – não têm recebido a devida atenção nem tratamento. No hospital prisão de São Paulo, onde se encontram todos os 15 presos políticos à excepção de Luaty Beirão (que se encontra na Clinica Girassol), tem sido gritante a elevada negligência com que são tratados os jovens presos políticos doentes.

1 – PROBLEMAS DE VISÃO: O Arante Kivuvu, o Nuno Álvaro Dala e o Sedrick de Carvalho padecem de sérios problemas de visão.
1.1 – O Arante Kivuvu sente fortes dores de cabeça e tem a visão embaçada.
1.2 – O Nuno Álvaro dala tem problemas de miopia, fortes dores de cabeça, dores nos olhos – não consegue enxergar à distância e a visão do olho direito é trémula, havendo momentos em que só enxerga com o olho esquerdo.
1.3 – O Sedrick de Carvalho apresenta fortes dores de cabeça, dores nos olhos e (lacrimejo) lacrimeja. Ele já não consegue ler.

A visão destes jovens piora a cada dia que passa. Apesar de terem guias medicas já processadas, o Nuno Álvaro Dala e o Sedrick de Carvalho simplesmente não foram submetidos a exames nenhuns.
Os médicos praticamente “não estão nem aí” para a urgência dos casos. O Arante nem se quer tem a guia médica passada.

2 – HÉRNIA UMBILICAL: O Arante Kivuvu padece de uma hérnia no umbigo, ele está há dois (2) meses no Hospital Prisão, mas não recebeu qualquer tratamento médico.
3 – ESTOMATITE: O Arante tem (também) fortes dores de dentes, mas – apesar disso – não recebeu qualquer tratamento. O Nito também tem este problema.
4 – HIPERTENSÃO: O Nito Alves e o Nuno Álvaro Dala apresentam elevada tensão arterial, e estes apenas lhes é medido ao sabor do acaso. A tensão do Nuno já atingiu 160… e a do Nito chegou a 180.
5 – DORES DE ESTÔMAGO E GASTRITE: O Nito continua com fortíssimas dores de estômago ao passo que o Nuno tem gastrite, mas o tratamento simplesmente não foi concluído, pois o Hospital Prisão não tem os fármacos para tal.

Nota que o Nuno Álvaro Dala, desde que chegou ao Hospital Prisão, já foi submetido a numerosos exames, mas algumas patologias que lhe foram detectadas foram-lhe ocultadas; foi apenas no dia 29 de Outubro que (por insistência) ele soube que que também TINHA INFECÇÃO NO SANGUE E HEMOGLOBINA BAIXA!

Os subscritores
Nuno Álvaro dala
Manuel Nito Alves
Arante K. I. Lopes
Nelson D. M. dos Santos
Sedrick de Carvalho

Comments
  1. Ju Jaleco says:

    Que situação tão lamentável! Caíu a máscara, sim, mas parece que o poder angolano continua a sentir-se impune! O que será necessário para que passem a respeitar os direitos humanos dos seus cidadãos, do seu povo, afinal – de quem estão cada vez mais afastados

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s