O COSTUME DO SUSPEITO DE COSTUME

Posted: December 26, 2016 in Opinião

Sedrick de Carvalho

arruaceiros

Ontem foi publicado no Jornal de Angola mais um artigo daqueles que apenas reforçam o meu cepticismo quanto ao ano 2017. O textinho foi assinado pelo director do órgão estatal propagandístico, José Ribeiro, mas não acredito que tenha sido escrito por ele. Apenas lhe foi mandado assinar, tal como juízes são ordenados a ler acórdãos que não produzem.

Um recado bem explícito está claro no fim do textinho: “Para segurança das populações e da propriedade e o funcionamento das instituições é fundamental que indivíduos aventureiros, radicalizados e mal-educados como Luaty Beirão, sejam monitorizados”.

Estamos “monitorizados”! Já sabia, mas agora o regime declarou publicamente que estamos e continuaremos bem “monitorizados” pois somos “inimigos da paz em Angola”. E os “inimigos da paz” devem ser tratados como foi “Jonas Savimbi, o grande responsável da guerra em Angola”, segundo o panfleto.

O suspeito de costume, como é seu costume, se vangloria pelas mortes de centenas de angolanos, e cita os assassinados da “seita Luz do Mundo de José Kalupeteka, os incidentes na Ganda e noutras partes do país”. E adianta que todos estes assassinatos milimetricamente orquestrados pelo regime “provam que a necessidade de preservar a paz e a coesão nacional como bens preciosos deve ser uma constante na acção governativa”, ou seja, que Zé Porco e porquinhos devem insistir na política porca e atribuir percentagens altíssimas do OGE aos órgãos de violência em detrimento dos sectores sociais porque há cada vez mais angolanos “revús” que precisam e devem ser abatidos em 2017. Por exemplo, o humorista dos Tuneza Gilmário Vemba está catalogado como “revú” por ter protestado fortemente no aeroporto.

mg_4303-620x413

“A necessidade de alerta e de unidade cá dentro é, pois, indispensável, para que nunca mais estraguem o Natal dos angolanos”, lê-se no tal editorial. Ora, afinal os culpados pelo “adiamento” do “Natal dos angolanos”, de acordo o pensamento oficial, são todos aqueles que contestam o regime, pois são esses que roubaram o dinheiro do 13.º mês, salários em atraso e cabazes dos funcionários públicos. Rsrsrsr… Desespero!

Já agora, o dinheiro doado pelo Fundo Global e desviado pelo governo já apareceu? E aqui surge mais uma acusação bastante grave e engraçada ao mesmo tempo que ultrapassa a ficção. O regime alega que a febre-amarela afinal foi causada por Portugal através da construtora Mota-Engil. É que em 2015 a “Mota-Engil foi contratada para reabilitar todos os passeios e ruas da cidade de Luanda”.

Segundo o jornaleco, a construtora portuguesa “vedou com alcatrão toda a rede de esgotos, sarjetas e valas de drenagem das ruas” e “quando as fortes chuvas chegaram […] a cidade foi assolada por um surto de febre-amarela”. Assim mesmo: a Mota-Engil tapou os esgotos e as valas de drenagem que apenas drenam o dinheiro público e causou a febre-amarela que vitimou centenas de angolanos em 2015 e 2016.

Mota-Engil foi orientada pelas autoridades portuguesas por não gostarem do Zé Porco e porquinhos? As autoridades daqui pensam que sim, pois em Portugal até recebem Luaty Beirão “com mais cordialidade” na Assembleia da República do que o “Chefe de Estado angolano”. Ditadores não merecem mesmo ser recebidos com “mais cordialidade” do que defensores dos Direitos Humanos, aliás, é só lembrar que Zé Porco nem foi convidado para tomada de posse do presidente Marcelo Rebelo de Sousa.

Mais uma pergunta: As obras públicas são fiscalizadas por quem? José Ribeiro, que anda de plantão no JA, não podia fiscalizar essas obras? Está esclarecido: fiscais pagos com dinheiro público servem apenas para roubar zungueiras, embargar obras licenciadas, etc., e “jornalistas”, também pagos com dinheiro público, servem apenas para assinar textinhos que lhes mandarem assinar, às vezes escrever.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s