CTV: Colaboradores do Censo 2014 manifestam por kilapi pendurado.

Posted: April 19, 2017 in Luanda
CTV Cláudio Dungo CENSO

Cláudio Dungo, colaborador do Censo e um dos membros do grupo que lidera o protesto

Este é um assunto retomado pela Central Angola, pois um facto de relevância pertinente justifica a sua atualização: a realização de uma manifestação.

A luta arrasta-se desde 2014, quando o INE alegou a 6000 dos seus colaboradores que não tinha como honrar a sua parte do compromisso, obviamente depois de concluída a monumental tarefa a que se propôs.

Camilo Ceita, o PCA do INE assumiu o kilapi e mostrou aos reclamantes cartas dirigidas aos Ministérios responsáveis pelo desbloqueio dos fundos explicando a situação e rogando para que regularizassem esses pagamentos.

Silêncio!

O Censo Populacional começou por ser orçado em 200 milhões de dólares, mas o exercício financeiro revelou no seu encerramento gastos de 360. Quase o dobro. Nem com isso se conseguiu pagar o kilapi e a forma de encolher os ombros que Camilo Ceita encontrou foi “a crise”.

Silêncio!

Admitamos por um instante que Camilo Ceita depende da versação das verbas pelo Ministério das Finanças e que, sem essas, esteja de pés e mãos atadas. Perante a sua incapacidade em honrar com o seu compromisso, o que lhe resta fazer senão apresentar a sua demissão e sair de queixo levantado? Não, prefere sacudir a poeira, negar todo o tipo de culpa e remeter-se ao…

Silêncio!

Pois de silêncio estão estes colaboradores fartos e irão voltar a manifestar-se na próxima segunda-feira, dia 24 de Abril, pelas 10h00 da manhã, diante da sede do INE, em Luanda.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s